24 janeiro, 2018

A AUTOEUROPA e a forma como a RTP deturpa a luta


O Jornal da Tarde de ontem, dia 23, faz um curto resumo do que, segundo a redação, se terá passado no debate do programa da Fátima. Quem assistiu a uma coisa (o debate) e a outra (o jornal) não pode deixar de se espantar com a habilidade cirúrgica com que se opera a manipulação. Quem só viu o Jornal da Tarde, fica (corre o risco de ficar) com  três impressões: a primeira é que o focus da luta da Comissão de Trabalhadores teria sido colocado em correr com o antigo dirigente e que lá dentro, aquela malta anda toda à porrada e que as questões de trabalho são aspeto secundário; a segunda, é que os mais de 5000 trabalhadores da empresa, são instrumentos estúpidos de uma força política em desespero de perda de influência eleitoral, lhes determina as decisões e os passos ; terceira, e esta com a força da convicção de um ilustre causídico, é que a administração da Autoeuropa, porque tem a Lei do Trabalho do seu lado, acabará por chegar ao "entendimento"...  

A peça é de merda, mas lá que funciona, funciona.

Relembrando como eu comentei o Prós e Contras e aquilo que o Jornal da Tarde deu a ver (após o 26º minuto) pergunto: estamos a falar da mesma coisa?

22 janeiro, 2018

AUTOEUROPA: Unidos como os dedos da mão!


O programa "Prós e Contras" foi desequilibrado, pois colocou, de um lado, como "Prós" uns cromos e do lado dos "Contra" gente que sabia ao que ia.

Não que os cromos não tivessem feito o trabalho de casa e não levassem a lição bem estudada... só que a lição bem estudada tropeçou na realidade... e esta, como sabemos, se sai à luz do dia (ou da noite) esfrangalha qualquer teoria, espanta medos e espantalhos.

Dei destaque ao gajo do Sindicato da Inter por razões imputáveis a cumplicidades onomásticas. Dou equilíbrio à coisa e causa da Comissão de Trabalhadores. É que, na sua tão diversa diversidade, estarem unidos como os dedos da mão é coisa digna que deverá ter de ser levada em conta. E será, estou certo.

Clique neste link, para ver o resto

21 janeiro, 2018

Pablo Neruda dizia que o riso era a linguagem da alma...


Pablo Neruda terá dito que o riso é a linguagem da alma, talvez se referindo ao sorriso. Pois, quanto a mim, o riso apenas serve para desopilar o fígado.
Vá, dê lá uma gargalhada. Faça um pouco de risoterapia.
(se tem maus figados, não cura mas alivia)

20 janeiro, 2018

Lá, tal como cá.

Nas últimas semanas escrevi umas coisas sobre a imprensa, sobre o seu poder, passei em revista as conclusões esquecidas de um Congresso de que já ninguém fala, fiz link para um vídeo onde o meu patrono Paulo Henrique denunciava "O Quarto Poder"  de lá e deu para eu concluir não ser muito diferente do de cá.


A propósito do que se passa lá:
«A cobertura jornalística tradicional que se delineia nas vésperas do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem confirmado a tendência conservadora de empresas de comunicação no sentido de criminalizar a figura do petista.
(...)
Um levantamento feito na época pelo Intervozes mostrou que, no Jornal Nacional, da Rede Globo, que é o noticiário televisivo de maior audiência no país, em 1h20min dedicados ao tema, a defesa de Lula teve apenas 13 minutos para se manifestar. Tal prática é rotineira, segundo Bia Barbosa. "É quase natural a gente ver esse comportamento agora nas vésperas desse julgamento porque isso, na verdade, só ratifica uma linha editorial que foi adotada há muito tempo"»
Texto do Intervozes, citado pelo "Portal Vermelho"
Para saber detalhes do que se passa recorro à minha fonte privilegiada (a TeleSUR, claro)